Empreendedores e a Pandemia

junho 17, 2021 19:52

Pandemia faz Brasil perder quase 10 milhões de empreendedores; negócios de mulheres foram os mais impactados

Fonte:  g1.com

Número de brasileiros com um negócio estabelecido há pelo menos 3,5 anos desabou de 22,3 milhões em 2019 para 12 milhões em 2020. Por outro lado, aumentou o número de empreendedores iniciais, que abrem um pequeno negócio 'por necessidade', em razão do desemprego.

De acordo com o Sebrae, o número de brasileiros com um negócio estabelecido há pelo menos 3,5 anos desabou de 22,3 milhões em 2019 para 12 milhões em 2020. O encolhimento do empreendedorismo no país só não foi ainda maior porque continuou a crescer no ano passado o número de novatos.

O levantamento mostra que a taxa de empreendedorismo no total da população adulta no país caiu para 31,6%, contra 38,7% em 2019, atingindo o menor patamar dos últimos 8 anos.

"De cada 10 pessoas adultas empreendedoras que saíram do mercado, com a pandemia, aproximadamente 7 eram mulheres"

 

Cresce só o empreendedorismo motivado por necessidade

Já o total de empreendedores iniciais (com negócios de até 3,5 anos de operação) passou de 32,2 milhões em 2019 para 32,6 milhões em 2020, atingindo a taxa de 23,4% da população adulta – a maior desde o início da pesquisa, em 2002.

O movimento foi puxado pelo chamado empreendedorismo "por necessidade" ou "por sobrevivência".

Segundo a pesquisa, o número de novos empreendedores motivados por necessidade saltou de 37,5% para 50,4%. Além disso, 82% dos entrevistados alegaram que a motivação para começar um negócio foi "ganhar a vida porque os empregos são escassos".

 

Mais de 1 milhão de micro e pequenas empresas foram abertas no país em quatro meses, aponta Sebrae.

Um levantamento feito pelo Sebrae mostrou que, mesmo em meio ao agravamento da pandemia, mais de 1 milhão de pequenas e micro empresas (PMEs) foram abertas no Brasil entre janeiro e abril deste ano.

O número de novos empreendimentos registrados nos quatro primeiros meses de 2021 corresponde a 25% dos que foram abertos ao longo de todo o ano passado – em 2020, o país registrou 4 milhões de novas.

A atividade de comércio varejista de vestuário acessórios lidera o ranking de novos empreendimentos. “Nos últimos anos, a atividade tem se mantido entre as mais procuradas pelos empreendedores”, destacou o Sebrae.

 

 

Neste momento ter um planejamento de negocio, pode realmente fazer diferença tanto para quem está começando ou para quem já tem um negócio. O planejamento é uma atividade constante que nunca para. Quem para de planejar pode perder mercado ou mesmo lucratividade.


Veja também